Bem-estar

Pilates – Por que faz tão bem?

Por Priscila Bendo – Gaia Pilates
Fotos de: Mariana Domingos – Foto Globo

O método Pilates é visto como uma técnica promissora de condicionamento físico ereabilitação.

Pode parecer muito recente, mas sabe-se que é uma técnica bem antiga, desenvolvida pelo alemão Joseph Hubertus Pilates nas décadas de 20 e 30. Mas, como o próprio Pilates falava, sua técnica, antes chamada de Contrologia, estava uns 50 anos a frente de seu tempo.

Joseph Pilates se preocupava muito com a conexão entre corpo e mente, por isso, os princípios do seu método englobavam:

  • Concentração – “Concentre-se nos movimentos corretos cada vez que você executa os exercícios”;
  • Respiração – “As pessoas precisam aprender a respirar corretamente”;
  •  Centralização, os exercícios requerem suporte e controle do tronco em conjunto com movimentos dinâmicos das extremidades;
  •  Fluidez – “A idéia é criar um padrão de movimentos graciosos e evitar mais movimentos mecânicos”;
  •  Controle – “É o controle consciente de todos os movimentos musculares do corpo”;
  •  Precisão – “Não muito e não muito pouco”. O importante não é a quantidade e sim a qualidade de execução dos movimentos;
  •  Rotina – “Com 10 sessões você perceberá a diferença, com 20 sessões os outros irão perceber a diferença e com 30 sessões você terá um novo corpo.”

Esse método tão completo se adapta muito bem a realidade do mundo moderno por integrar fatores como equilíbrio, força e flexibilidade, corrigindo os desequilíbrios musculares causados por más posturas, sempre respeitando os limites, as necessidades e objetivos de cada pessoa.

A prática bem instruída do Pilates desenvolve o corpo uniformemente, desde a musculatura da coluna, tronco, até braços e pernas, nos preparando para as atividades diárias.

Através dela o praticante adquirir força muscular com resistência, o que pode prepará-lo para trabalhos em posturas repetitivas.

Para atletas, o método ajuda na prevenção de lesões, pois proporciona um melhor controle da musculatura central do corpo, melhor consciência corporal, equilíbrio, além de mobilidade e agilidade.

Para as gestantes, por trabalhar muito a musculatura do assoalho pélvico, beneficia o parto natural, bem como o fortalecimento da musculatura lombar, e membros preparando a futura mamãe para o pós parto.

Para idosos, oferece além do fortalecimento muscular, mais equilíbrio o que aumenta a autonomia e confiança em atividades corriqueiras.

Para crianças aumenta a concentração e consciência corporal, focando no alongamento da musculatura proporcionando uma melhor postura.

Estudos comprovam a eficiência do método Pilates no tratamento das diversas patologias da coluna vertebral, bem como de outras dores crônicas como artroses, artrites e até mesmo fibromialgia, pois os exercícios de força e alongamento, aliados a correta respiração causam uma sensação de prazer e relaxamento. “Realize seu exercício com o mínimo de esforço e o máximo de prazer”.

“Os benefícios do Pilates só dependem da correta execução dos exercícios. As instruções devem ser seguidas com fidelidade”. Por isso a importância de procurar por instrutores bem capacitados, com formação adequada, que prezem pela qualidade e respeitem os princípios desse método tão completo.

O método Pilates é único, pensado em épocas passadas e que se aplica perfeitamente nos tempos de hoje, onde nossa rotina é repetitiva e na maioria das atividades com padrão flexor. Através da prática podemos desfrutar de movimentos que procuram trabalhar o alinhamento do corpo, a recuperação das curvaturas fisiológicas da coluna, resgatando os espaços entre os discos achatados por posturas viciosas.

Um conjunto de exercícios executados com precisão, respeitando o ritmo respiratório, contribuindo na melhora da consciência corporal, conectando corpo e mente, aliviandostress do dia a dia.

“Contrologia desenvolve um corpo uniforme, corrige posturas erradas, restaura a vitalidade física, revigora a mente e eleva o espírito” Joseph Hubertus Pilates.

Fonte: Portal em Forma