9 alimentos (que realmente) ajudam a secar o abdômen
Nutrição

9 alimentos (que realmente) ajudam a secar o abdômen

A ciência diz que esses nutrientes surpreendentes podem eliminar alguns centímetros da sua cintura. Saiba como secar o abdômen com poderosos alimentos!

Provavelmente você já conhece alguns alimentos que podem ajudar a diminuir o ponteiro da balança. E você já deve ter comido todos os listados, certo? Salmão, folhas e vegetais verdes, abacate, nozes… Mas agora, pesquisas recentes afirmam que é necessário adicionar alguns superalimentos à dieta. Eles vão afastar os seus desejos por carboidratos e sobremesas.

1. Óleo de coco

Em um estudo, mulheres brasileiras que tomaram suplementos de óleo de coco por 12 semanas tiveram uma redução das medidas da cintura, resultado que não foi obtido com outras dietas. Por quê? O óleo de coco contém um tipo de ácido graxo saturado, chamado ácido láurico, que o corpo queima rapidamente para produzir energia, o que significa que as calorias podem derreter antes que se transformem gordura.

2. Repolho roxo

Uma nova pesquisa no European Journal of Clinical Nutrition descobriu que as mulheres que seguiam uma dieta rica em alimentos vermelhos e arroxeados, como uvas, tomates, berinjela e repolho, ganharam menos gordura abdominal, ao longo de três anos, do que pessoas que comiam alimentos verdes, brancos, amarelos ou laranjas. Alguns estudos sugerem que os flavonóides presentes em certos alimentos podem inibir a absorção de gordura ou afetar a queima de calorias.

3. Vinagre de romã

Quando os pesquisadores coreanos deram a mulheres com excesso de peso 30 ml de vinagre de romã diariamente durante oito semanas, a gordura na região abdominal teve uma redução de 3,7%. Todos os tipos de vinagre contém ácido acético, que estimula uma enzima que contribui para a queima de gordura.

4. Grãos integrais

Segundo um estudo da Universidade Tufts, as pessoas que comeram três ou mais porções diárias de grãos integrais tiveram uma redução de 10% a mais de gordura abdominal do que aquelas que comeram menos de meia porção por dia. Os grãos integrais afetam os hormônios que controlam o apetite e promovem a saciedade, além da fibra estimular os hormônios que ajudam a diminuir o armazenamento de gordura abdominal.

5. Feijões

Para cada 10 gramas de fibra consumida diariamente, você diminui em 4% as suas chances de ganhar gordura na barriga, de acordo com um estudo publicado na revista Obesity. E, segundo especialistas, o alimento é um dos mais ricos em fibras, especialmente lentilhas, feijão carioca e feijão preto que contém de sete a oito gramas de fibra por meio de copo.

6. Sementes de chia

Além de proteínas e fibras, as sementes também contêm um ácido graxo essencial chamado ALA, que ajuda a mover a gordura para longe dos órgãos vitais que estão localizados na região abdominal, de acordo com um estudo da University of Southern Queensland, na Austrália, que tem estudado os efeitos de emagrecimento da chia.

7. Canela

A especiaria ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, deixando a insulina equilibrada (hormônio que, circulando em excesso no organismo, aumenta os estoques de gordura na região abdominal).

8. Cúrcuma

De acordo com um estudo publicado na revista Food & Function, o tempero contém uma molécula que pode ajudar as células a puxar o açúcar para fora da corrente sanguínea e queimá-lo como energia em vez de armazená-lo como gordura.

9. Chocolate amargo

Rico em flavonóides, bem como outros componentes aliados da queima de gordura, a delícia não pode faltar no cardápio das cholólatras. Mas atenção, um estudo avaliou a opção mais favorável: fique com 70% de cacau. Esta versão contém uma elevada concentração de catequinas, um tipo de flavonóide que influencia a sensibilidade à insulina e a produção de cortisol (um hormônio do estresse que pode induzir o organismo a armazenar gordura no abdômen).

Fonte: BOA FORMA – ABRIL